Quando é indicado um plano de manutenção preventiva para a sua empresa

manutencao-preventivaO plano de manutenção preventiva é um processo importante para as empresas de pequeno, médio e grande porte. Ele garante que os equipamentos e todo o sistema do prédio funciona com a maior eficiência possível sem apresentar riscos. A proposta de ter um plano é evitar a quebra de máquinas e problemas estruturais na empresa para que a produtividade não seja prejudicada.

Esse tipo de plano varia de acordo com a natureza de cada empresa. Porém, algumas ideias básicas fazem parte de todo plano de manutenção preventiva. Entre elas, estão a troca de peças desgastadas, ajustes corriqueiros, testes regulares do equipamento e limpeza.

Quando o plano de manutenção é indicado?
As empresas devem agir sempre para evitar os problemas em seu processo de produção e na estrutura em que está instalada. “É melhor prevenir do que remediar”, como diz o clássico ditado popular.

O plano de manutenção preventiva é visto como um alto investimento por alguns empresários que pensam apenas na situação a curto prazo. Mas, a verdade é que este é um investimento muito baixo perto da economia que ele proporciona.

Imagina se a principal máquina da sua empresa quebra de um dia para o outro e você precisa parar toda a produção até a peça com defeito ou a máquina ser reposta? Quanto dinheiro você perderia por paralisar sua produção? Sem contar o custo para reparar a máquina, que já está dando prejuízo parada.

Pior ainda, imagina que uma dessas máquinas apresentou defeitos e colocou em risco a vida e saúde de seus funcionários. Além de todo o prejuízo financeiro com manutenção e período parado, ainda deveria arcar com os prejuízos do funcionário prejudicado e toda a mídia negativa que uma situação dessas ofereceria à empresa.

Portanto, o plano de manutenção preventiva é aconselhado para todas as empresas. Ele é responsável por evitar problemas no processo de produção, acidentes e custos ainda maiores no futuro.

Só é necessário um plano de manutenção preventiva quando tiver máquinas?
Estamos acostumados a associar o plano de manutenção preventiva às empresas que trabalham com linha de produção e tem máquinas funcionando, mas elas não são as únicas partes de sua empresa que precisam de uma manutenção rotineira.

Até mesmo as prestadoras de serviço que não utilizam nenhum tipo de equipamento precisam de um plano. Afinal, a falta de prevenção também pode prejudicar seus trabalhos. Uma tubulação entupida, um cano estourado, problemas com a parte elétrica e até mesmo os riscos estruturais do prédio. Tudo isso pode ser evitado com um plano de manutenção preventiva.

Apesar desta medida estar diretamente associada às empresas produtivas, ela pode ser utilizada em todos os mercados para diminuir os custos com manutenção e evitar quebras financeiras que são previsíveis.

É melhor jogar papel higiênico no lixo ou no vaso?

O papel higiênico pode ser jogado na privada quando não houver problemas com entupimento na rede interna, o que ocorre somente em redes domiciliares antigas e com traçado com muitas curvas. Em geral, em prédios, devido à maior pressão da água e os desníveis elevados não há obstruções por este resíduo.

Cabe registro que esta disposição na privada vai ao encontro de recomendação das Vigilâncias Sanitárias no sentido de se evitar a manipulação de papel sujo com fezes, um resíduo contaminado micro biologicamente.
Nos coletores tronco da rede pública (diâmetro é superior a 300mm) não há registro de casos de obstrução atribuível ao papel higiênico, que rapidamente se desagrega com o fluxo de água. Nesse caso, as obstruções estão associadas a resíduos como cabelos, fibras/pelos, fio dental, lixo plástico, preservativos, absorventes higiênicos, hastes flexíveis, aparelhos de barbear descartáveis, pontas de cigarro, brinquedos etc., que deveriam seguir para o lixo ou para reciclagem.

O volume de água que leva os dejetos é praticamente o mesmo quando acrescido de uma quantidade normal de papel higiênico, como foi comentado acima não devemos exagerar, mas sem dúvidas as contaminações são significativamente reduzidas, quando comparadas ao descarte via lixo normal, pessoas tem contato direto com o lixo, enquanto que o esgoto tratado é todo mecanizado.