É melhor jogar papel higiênico no lixo ou no vaso?

O papel higiênico pode ser jogado na privada quando não houver problemas com entupimento na rede interna, o que ocorre somente em redes domiciliares antigas e com traçado com muitas curvas. Em geral, em prédios, devido à maior pressão da água e os desníveis elevados não há obstruções por este resíduo.

Cabe registro que esta disposição na privada vai ao encontro de recomendação das Vigilâncias Sanitárias no sentido de se evitar a manipulação de papel sujo com fezes, um resíduo contaminado micro biologicamente.
Nos coletores tronco da rede pública (diâmetro é superior a 300mm) não há registro de casos de obstrução atribuível ao papel higiênico, que rapidamente se desagrega com o fluxo de água. Nesse caso, as obstruções estão associadas a resíduos como cabelos, fibras/pelos, fio dental, lixo plástico, preservativos, absorventes higiênicos, hastes flexíveis, aparelhos de barbear descartáveis, pontas de cigarro, brinquedos etc., que deveriam seguir para o lixo ou para reciclagem.

O volume de água que leva os dejetos é praticamente o mesmo quando acrescido de uma quantidade normal de papel higiênico, como foi comentado acima não devemos exagerar, mas sem dúvidas as contaminações são significativamente reduzidas, quando comparadas ao descarte via lixo normal, pessoas tem contato direto com o lixo, enquanto que o esgoto tratado é todo mecanizado.

Comments for this post are closed.